quarta-feira, 9 de novembro de 2011

Vídeo genial!

Maravilhas das caixas de correio virtuais, recheadas de publicidade a aumentadores de vergalho, meninas loiras altamente bem-formadas na arte de sugilar umas pichotas, provavelmente com 3 pernas ou olhos fruto dos níveis de radiação patentes nas suas terrinhas-natal na altura, e mercadoria falsificada, foi-me enviado hoje (os meus sinceros agradecimentos ao JP, que de tenrinho passou a pau-mandado de Polacas ditadoras, sobrecompensando desta forma) um dos vídeos mais castiços que vi nos últimos tempos. Deixo-vos ficar esta pérola, merecedora de atento e saltatório visionamento:

http://video.xnxx.com/video1200117/midget_gangster_vid_by_millz

Divirtam-se.

sábado, 20 de fevereiro de 2010

Musiquinha do dia, segunda levada

Não posso resistir... Após tanto tempo ausente era forçoso ser verdadeiramente mau o regresso!!




"I can go... with the flow" la la la la la la...

segunda-feira, 26 de outubro de 2009

As maravilhas da Reabilitação

Ando de tal forma embrenhado no último vocábulo do título que não tenho tido tempo de vos alimentar as almas e mentes. Contudo, e muito rapidamente, antes de formação no final da semana sobre próteses e afins, compartilho convosco uma das formas fantásticas de superar os handicaps, de se readaptar ao mundo, de vingar e dominar novamente apesar das agruras e mutilações impostas pela porca da vida. Fantástico!


video

sexta-feira, 28 de agosto de 2009

Frase da Semana #11


Fará amanhã duas semanas, foi dia de subida à Torre no âmbito da Volta à Portugal e, como tradição é, a chegada foi vista lá bem no cimo, recorrendo-se ao movimento de dupla biela para se chegar lá acima. Há 14 anos que a faço e, desde que me lembro, nunca me custou tanto, tenha sido por falta de treino, velhice ou, simplesmente, falta de força na verga. A verdade é que chorei em cima da burra, fiz metade do trajecto cheio de arrepios e com febre, fui passado por múltiplas brigadas da barriga-de-cerveja e só não desisti (vergonha suprema) porque o carro havia ficado, felizmente, do lado oposto da castigadora formação rochosa...


De qualquer das formas, e massacres ao largo, sem o costumeiro click endorfínico precoce, só se dando tardiamente já, o ambiente tem involuído de forma notória, sendo muito parcos os sorrisos, para não falar já das antigas palavras de apoio e força, que, se antes eram o prato diário, hoje dinossauros são, extintas, e crescente a falta de simpatia e educação de quem pedala - que saudades dos tempos em que toda a gente se cumprimentava e das estradas livres desta espécie ciclística de novos-ricos, putos e graúdos cheios de mania e cagança que "eles é que pedalam" quando não passam de uns merdas a todos os níveis - a hipóxia cerebral condicionou uma resposta instantânea, pavloviana se alguma vez houvera pensado em tal expressão, a um qualquer insulto de um badocha sebento que escorropichava uma malga de tinto carrascão e tentava lamber o fundo ao garrafão de vime:

"Mama aqui que está salgadinha!"


sexta-feira, 21 de agosto de 2009

Música do dia


Vi o telejornal hoje... spooky shit, a minha pessoa a ver televisão! E lembrei-me disto...

quinta-feira, 20 de agosto de 2009

MCM #4 - Ele é corno mas é meu amigo

Sem palavras... E a merda é que passei a manhã a cantar isto!

sexta-feira, 14 de agosto de 2009

1000 e um

Começamos o noticiário com a informação de 800 e tal casos de infectados com a porcinice; 800 e tal macacos espirrados por colos do útero…
Ao ritmo de propagação habitual, que tenderá a exponencial, deverão ser atingidos os 1000 casos hoje. A questão é: que prémio darão os órgãos de comunicação social ao milésimo reportado? Dois minutos de antena no programa da Júlia ou Goucha? Uma entrevista da dupla de gordos menos piadética de que há memória? Uma caixa de tamiflu comprada nos chineses? Uma torradeira a pedais?
Provavelmente uma cena tipo big breda, com um esmiuçar nojento da vida pessoal e familiar do personagem, quantos espirros deu, quantas vezes se gregoriou, quantas cagadelas esparramou na pia, que promessas fez à Sra. de Fátima se sobrevivesse e não deixasse os filhos à mercê do destino? Não percam o próximo episódio, que nós também não!